Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Quais as consequências da poluição do petróleo?

A queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, é uma das consequências da poluição ambiental, que cresce exponencialmente. Entretanto, devido sua importância e de seus derivados para a produção industrial e para a vida humana de forma geral, é difícil imaginar maneiras de minimizar estes impactos.

Exatamente por isso é importante conhece seus detalhes e assim, começar a promover a conscientização acerca dos danos ao meio ambiente e, desse modo, procurar por fontes de energia que sejam limpas e sustentáveis.


Os impactos da poluição ambiental do petróleo

O petróleo é a matéria-prima da produção de plástico, material que se faz presente em vários aspectos do cotidiano. Além disso, é o principal combustível utilizado nos meios de transporte.

Mas desde o momento da sua extração até a sua utilização, pode provocar sérios danos ao meio ambiente. Quando se fala especificamente sobre o Brasil, ainda no ano de 2019, o país entrou na rota de acidentes internacionais decorrentes do derramamento de petróleo no mar.

Nessa ocasião, mais de 500 praias do Nordeste e do Sudeste foram atingidas. Isso totaliza mais de 4,3 mil quilômetros de faixa litorânea e quase 120 municípios afetados.

De acordo com especialistas, os eventos em questão foram decorrentes de formas de desenvolvimento insustentáveis, bem como de uma crise ambiental.

É possível destacar que tal vazamento afetou especialmente os serviços que se relacionam diretamente com o ambiente marítimo, impactando a economia. Entre os setores que sofreram com o acontecimento destaca-se o turismo, visto que as praias das regiões citadas atraem o público nacional e internacional.

Além disso, uma parcela da população dos locais atingidos tem a pesca como meio de subsistência. A atividade em questão não pode mais ser desempenhada pela impossibilidade de comercializar os peixes, que foram contaminados pela toxicidade do petróleo.

Por fim, vale citar que a fauna das localidades passou por danos permanentes. Também vale destacar que a Defesa Civil e o Ministério da Saúde recomendaram que a população se mantivesse afastada das áreas para evitar a ingestão acidental da substância, o que poderia causar problemas pulmonares e circulatórios.

 

Outros impactos ambientais da poluição do petróleo

Assim como os demais combustíveis fósseis, a queima do petróleo prejudica a qualidade do ar. Isso acontece devido ao dióxido de carbono gerado por esta reação química. O gás em questão é liberado durante a queima e é considerado o principal responsável pelo efeito estufa e o aquecimento global.

Também vale citar os danos causados à saúde humana. Nesse sentido, a poluição gerada pelo petróleo provoca doenças respiratórias como a asma, a doença pulmonar obstrutiva crônica e o câncer de pulmão. A exposição prolongada também aumenta os riscos de infecções respiratórias.

Além dos efeitos do dióxido de carbono, vale destacar alguns aspectos do dióxido de enxofre, poluente também liberado na atmosfera por meio da queima de combustíveis fósseis.

Este gás causa a chuva ácida, um fenômeno que pode destruir patrimônios públicos, como monumentos feitos de mármore, e também afetar as culturas agrícolas.

Assim, tudo isso serve para ressaltar a importância de encontrar energias limpas, obtidas através de fontes renováveis e capazes de minimizar estes danos. Tais energias estarão disponíveis para as gerações futuras e com certeza terão um impacto crucial para reduzir os efeitos nocivos da poluição do petróleo na atmosfera e nos mares.

Gostou do conteúdo? Acesse o nosso blog e saiba mais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Veja também...

Flora-Economia

Quer economizar até 20% em sua conta de luz?

Venha já para a Flora Energia e deixe de pagar caro! Sem custos, sem obras e de forma 100% digital você economiza e ainda contribui com o meio ambiente.